Browsing Tag

Sedona

sedona cover
Roteiros, Viagens, Viajando sozinha

Arizona dia 1: Sedona

A minha viagem pelo Arizona começou por Sedona, uma cidadezinha que fica ao norte de Phoenix, capital do Estado. Quando comecei a montar o roteiro, percebi que havia uma “disputa” entre Sedona e Flagstaff, algumas pessoas diziam que valia muito a pena montar a base da viagem em Sedona. Já outras  diziam que Sedona era  uma cidade artificial e voltada para um turismo mais luxuoso, ao passo que Flagstaff seria mais histórica e, ao mesmo tempo jovial em razão da Northern Arizona University.


De toda essa discussão, ao menos uma coisa é fato. Em razão da altitude, no inverno Sedona tem temperaturas bem mais agradáveis que Flagstaff e, no verão, ocorre o contrário, Sedona é muito mais quente do que Flagstaff (no Arizona, “mais quente”, leia-se, “muito quente”).

Acabei optando por ficar apenas um dia em Sedona e montar a minha base em Flagstaff. A minha escolha foi motivada por razões práticas: a hospedagem em Sedona era bem mais cara e, ao mesmo tempo, Flagstaff ficava mais próxima dos lugares que eu queria visitar.

Depois de 3 voos e quase 24h de viagem, cheguei ao aeroporto de Phoenix e, de lá, peguei um traslado para Sedona. No site da Arizona Shuttle é possível consultar os horários, preços e fazer a reserva (é possível contratar o serviço na hora também).

Sedona é conhecida pelas red rocks – as formações rochosas avermelhadas. Quando cheguei já era noite, então só consegui reconhecê-las pelos vultos, mas sabia que pela manhã iria acordar cercada por elas. O hotel tinha varanda legal, então é claro que aproveitei para ver no nascer do sol (um ato de heroísmo, considerando as 4 horas de fuso).

IMG_2070

Sedona é pequena, tem apenas cerca de 10 mil habitantes. Apesar de ter sido fundada em 1902, o boom turístico da cidade somente ocorreu em meados dos anos 1980, em função das publicações da física Page Bryant, que caracterizou a cidade como um lugar místico – o chakra central do nosso planeta. A autora também apontou que Sedona possuia um conjunto de vórtices que trariam fontes benefícias de energia.

Atualmente, Sedona é totalmente voltada para o turismo, cheia de hotéis, resorts, lojas e restaurantes. Em função do seu caráter místico, também é possível encontrar cristais à venda, fazer terapias alternativas, aulas de yoga e passeios aos vórtices.

artesanato

Muito antes de ser conhecida pelos vórtices de energia, Sedona foi cenário para vários filmes de velho oeste de Hollywood. Para se ter uma ideia, entre 1920 e 1960, mais de vinte filmes foram rodados na região (veja a lista completa aqui).

western

A cidade tem regras estritas para os padrões arquitetônicos, que fazem com que as construções se harmonizam com a paisagem rochosa que a circunda. Eu achei bonitinho, mas acredito que essa padronização seja um dos motivos pelos quais a cidade é considerada artificial por algumas pessoas.

arquitetura

Uma grande desvantagem para quem não está de carro é que, apesar de pequena, a cidade possui duas áreas bem afastadas, o centro e a parte oeste, e o caminho entre essas duas partes não é propriamente caminhável (mas tem ônibus). Já antevendo esse problema, eu me hospedei no centro, perto das agências de turismo e restaurantes.

Como só iria passar um dia, decidi pegar o ônibus turístico para ver o resto da cidade. A passagem pela cidade foi rápida e sem paradas, a parte mais interessante foram as paradas na região as formações rochosas, mas para quem vai fazer um passeio de jipe ou trilha, o roteiro do ônibus acaba sendo redundante, então não recomendo. IMG_6461

Após o passeio, almocei no 89 Agave, um restaurante mexicano bem descolado com várias opções de drinks e cervejas locais.  Foi a minha refeição pseudo saudável de começo de férias, quando você ainda acredita que vai manter a linha.

comida

Para a tarde, eu havia programado fazer um passeio pelas red rocks. Existe uma série de passeios de jipe pelas formações rochosas da região, com ou sem trilha, com ou sem  emoção. Várias agências oferecem esses serviços, em geral os passeios duram 1-2 horas e existem vários horários disponíveis. Não reservei antes porque era baixa temporada, mas em outras épocas a reserva é recomendável.

IMG_6476

A maioria dos passeios é feita de jipe para que se possa contornar os obstáculos das pedras e ter acessos aos mirantes sem nenhum esforço, então o passeio é tranquilo de ser feito por pessoas de qualquer idade ou condição física. A única ressalva é que balança MUITO, então não é recomendado para grávidas.

IMG_2163

Eu escolhi fazer o passeio pelo Broken Arrow com a Pink Jeep Tours. A princípio tinha achado meio brega o esquema do jipe rosa, me lembrava aqueles carros rosas das vendedoras de Mary Kay. Mas como era a mais famosa, mais antiga (opera desde 1960!), etc, achei que seria bom primar pela tradição, já que sair zanzando de jipe sempre envolve algum risco.

jipe

Mal sabia eu que havia uma história por trás dos jipes rosas, o guia nos contou que originalmente a empresa se chamava Don Pratt Adventures e que, após uma viagem para o Havaí, o então dono mudou o nome da empresa para Pink Jeep Tours em referência ao Royal Hawaiian Hotel, conhecido como Pink Palace of the Pacific.

IMG_6481

O passeio durou cerca de 2h, com várias paradas para explicação e observação. As paisagens são realmente estonteantes, como vocês podem ver pelas fotos.

IMG_2130

E a melhor parte: o jipe faz tudo por você e você ainda pode sair espalhando por aí que andou 10km para chegar nesse mirante e posar de super-aventureiro-hiker-experiente #liveoutdoors

Brincadeiras à parte, a minha conclusão foi que valeu a pena passar em Sedona ao menos  um dia e fazer o passeio de jipe pelas red rocks. Ainda que geograficamente próxima das outras atrações que visitei, as formações rochosas dessa região são únicas e não se sobrepõem a outras atrações do norte do Arizona. É claro que com mais dias, é possível aproveitar para fazer várias trilhas pela região, que é um verdadeiro paraíso para quem gosta desse tipo de atividade.

Para não perder o costume, aproveitei para curtir o pôr do sol antes de ir para Flagstaff. E ele não decepcionou.

IMG_6485