Browsing Tag

Havana

cover habana
Comer bem

Comer bem em Havana

Se tem uma coisa que não falta em Havana é restaurante. Desde 2012, além dos estabelecimentos estatais, Cuba também conta com os restaurantes privados. São tantos estabelecimentos que o mais complicado é decidir onde comer.

Além das opções da culinária local – que, por sinal, é ótima – em Havana, é possível encontrar vários restaurantes com comida espanhola, italiana, russa e até japonesa.

Os preços também são variados – vão de mais de 30 CUCs nos restaurantes dos hotéis mais chiques a 2 CUCs em alguns restaurantes estatais.

O preço mais comum de um prato principal (ou de um combo prato principal + sobremesa + bebida) nos restaurantes voltados para turistas é 10 CUCs, ou seja, praticamente 10 euros. Acho que por isso ouvi muitos relatos das dificuldades de economizar com as refeições em uma viagem ao país.

No entanto, com um pouco de perspicácia, é possível comer bem e gastando pouco em restaurantes locais, muitas vezes pagando em pesos locais (CUPs). Por exemplo, uma refeição com arroz congri (uma mistura de arroz e feijão típica cubana), com uma fatia de carne de porco e vegetais custa cerca de oito reais em alguns restaurantes locais. O ideal é pedir algumas dicas dos restaurantes locais mais próximos para o seu anfitrião ou hotel.

Além disso, é possível encontrar opções “fast food” como cachorro quente e pizza de rua custando menos de dois reais.

Selecionei as opções que mais gostei em Havana para vocês:

O bom e barato – El Carmelo (Vedado, Calle 23, entre G y F)

É um restaurante estatal que fica em Vedado, a decoração é toda inspirada no cinema clássico. Eles oferecem algumas opções de menu do dia (prato principal + bebida + sobremesa) por menos de 5 CUCs. O prato principal é uma proteína (carne, porco, frango ou peixe), além de outras duas guarnições (em geral, um tipo de arroz, banana frita e salada). A bebida pode ser um refrigerante nacional ou até uma cerveja.

Processed with VSCOcam with c2 preset

Além do menu do dia, o restaurante é famoso pela paella e pelos coquetéis (destaque para a jarra de mojito e a piña colada gigante servida no próprio abacaxi 😎)

A melhor vista – Nazdarovie (Malecón, 25)

O Nazdarovie é um restaurante de comida russa – uma espécie de homenagem ao laço cultural entre o povo cubano e soviético – gerido por russos e seus filhos.

Processed with VSCOcam with c1 preset

O restaurante é cuidadosamente decorado com peças de propaganda soviética retrô, dá quase para fazer uma viagem no tempo. Até o garçom estava vestido à caráter com uma ushanka, aqueles gorros peludos russos em pleno calor cubano, que dó!

Processed with VSCOcam with c1 preset

O cardápio conta com as opções mais icônicas da gastronomia russa (como o strogonoff), mas também tem opções de outros países soviéticos e pratos cubanos.

Processed with VSCOcam with c2 preset

Nazdarovie é a expressão utilizada para brindar em russo, que significa “à sua saúde”, nada mais apropriado para o local que tem uma vista privilegiada para o Malecón e é perfeito para tomar uns bons drinks vendo o entardecer. Provei o mojito eslavo, feito com vodca em vez de rum.

image

Confesso que quis conhecer o restaurante muito mais pela minha nostalgia eslava do que pelo meu apreço à gastronomia russa, mas a experiência foi super positiva e a comida superou as minhas expectativas.

image

Pedi algumas entradinhas, o palmeni (uma espécie de ravióli russo) e umas linguiças típicas. Depois provei o shashlik, uma espécie de churrasquinho de origem geórgia, que também estava muito bom.

Processed with VSCOcam with c2 preset

Pratos principais por volta de 10 CUCs por pessoa.

O menu mais variado – La Cocina de Esteban (Vedado, Calle L y 21)

Achei o La Cocina enquanto estava procurando outro restaurante, mas a fome apertou e eu lembrava de ter lido sobre ele em algum lugar. O estabelecimento é bem simples, poucas mesas em um espaço aberto para o jardim da casa.

Processed with VSCOcam with c2 preset

À primeira vista fiquei impressionada com a variedade do menu, entradinhas, opções de frutos do mar, carne, porco, frango e vegetarianas.

Processed with VSCOcam with c1 preset

Pedi um peixe e uma porção de legumes para acompanhar e fiquei espantada com o tamanho das porções.

Processed with VSCOcam with c2 preset

Acabou sendo o restaurante favorito da viagem, voltei várias vezes no jantar e aprendi a não pedir muita coisa pra não morrer de comer. Minha única frustração foi não ter comido a torta tres leches de sobremesa, já que nunca sobrou espaço depois da fartura do jantar.

Pratos por volta de 10 CUCs por pessoa.

Uma ostentação – Bellaciao (Playa, calle 19 y 72)

O bairro de Playa abriga as embaixadas e fica na contramão das atrações turísticas de Havana, mas se estiver passando pelas redondezas, vale a pena provar esse restaurante italiano. O ambiente é bem simples e rústico, com mesas de madeira rodeadas pelo jardim. O menu é composto de massas, carnes e pizzas e tem boas opções de vinhos e coquetéis. Provei o tagliatelle com pesto e camarões e estava sensacional. O serviço é rápido é as porções são generosas.

Processed with VSCOcam with c2 preset

O preço é um pouco mais salgado, os pratos custam uma média de 15 CUCs por pessoa, mas comida vale a pena. Difícil mesmo é existir no calor cubano depois de comer uma massa dessas, né não?

cover habana
Roteiros, Viagens

8 coisas imperdíveis para fazer em Havana

1- Flanar por Habana Vieja

Habana Vieja – o centro histórico de Havana – foi declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1982.

Processed with VSCOcam with c1 preset

Nela você encontrará antigas fortalezas, igrejas, palácios e museus. As praças charmosas – algumas delas meticulosamente restauradas, costumam ser ocupadas pelas feirinhas de livros.

Processed with VSCOcam with c1 preset

Sugiro aproveitar o final do dia, quando o calor começa a dar trégua e a luz fica mais bonita, e flanar pelas ruelas.

Processed with VSCOcam with c3 preset

Parar para tomar um mojito ou um daiquiri em algum dos bares icônicos de Havana, como o La Floridita ou La Bodeguita del Medio, e depois escolher um lugar para jantar.

Processed with VSCOcam with c1 preset

Diferente de outras mundo afora, a cidade velha de Havana não é apenas um lugar histórico, mas sim um lugar vivo, onde vários habaneros de fato moram.

Processed with VSCOcam with c1 preset

Então você certamente vai encontrar as pessoas voltando do trabalho, comprando frutas ou jogando xadrez nas calçadas.

Processed with VSCOcam with c2 preset

2- Ver o pôr do sol no Malecón

O Malecón é provavelmente a avenida mais famosa de Havana, que se estende por 8km da orla da cidade, indo região do portuária até o bairro de Vedado. É nessa avenida  que você vai encontrar vários turistas fazendo passeios em carros antigos – os almendrones.

Processed with VSCOcam with c1 preset

Point dos pescadores, no final do dia, as muretas do Malecón ficam cheias de jovens, que se reúnem para beber e conversar. É um ótimo lugar para curtir o pôr do sol depois de caminhar por Habana Vieja.

3- Ir a uma praia

Convenhamos, ainda que não esteja nos seus planos se deslocar até Varadero ou até um dos Cayos, praia é que não pode faltar na ida à Havana. A menos de 1h de distância, as praias do leste (Santa Maria del Mar, Guanabo, entre outras) são uma excelente opção para quem não quer perder a chance de conhecer o litoral cubano.

image

É tão pertinho que é possível fazer um bate e volta hospedando em Havana.

image

Ou, se quiser passar mais dias, é possível comprar pacotes nas agências de turismo dos hotéis em Havana e até ficar em casa de família.

4- Jazz na Zorra y el Cuervo

Havana é provavelmente um dos lugares mais musicais do mundo, a música está nas ruas, nos restaurantes, é difícil se sentar para tomar algo e não ser agraciado com uma apresentação musical.

Mas, além disso tudo, tem um lugar que é imperdível: La Zorra y el Cuevo. Esse club de jazz, cuja fachada imita um pub inglês, fica no epicentro do burburinho da noite na avenida 23 em Vedado, onde ficam várias casas noturnas e é possível ver aglomerações de jovens fazendo esquenta nas calçadas.

Mas, toda essa atmosfera agitada desaparece quando você desce as escadarias do pub, que é bem pequeninho e te permite acompanhar bem de perto a atração musical. A entrada custa 10 Cucs e te dá direito a duas bebidas.

5- Tomar cerveja no Antiguo Almacén del Tabaco y de la Madera 

A essa altura, você certamente já deve ter provado as cervejas cubanas, a Bucanero – a forte – e a Cristal – a leve. Além dessas opções, um lugar legal para aliviar o calor em Habana Vieja é a Cervecería del Antiguo Almacén del Tabaco y de la Madera. O galpão do antigo armazém deu origem a uma cervejaria com ares modernos na beira da baía de havana. Além das 3 opções de cerveja, é possível beliscar uma parrilha ou um sanduiche.

Processed with VSCOcam with c1 preset

Aproveite a visita para conhecer também os Antiguos Almacenes San José, depósito construído em 1885, que hoje abriga a maior feira de artesanato da cidade.

6- Museu da Revolução

Havana tem vários museus, mas certamente o Museu da Revolução é o mais importante para aqueles que querem entender melhor a história do país.

Processed with VSCOcam with c1 preset

Localizado no antigo Palácio Presidencial, construído entre 1913 e 1920, e utilizado por vários presidentes Cubanos, o museu conta a partir de fotos, objetos e documentos a história da luta revolucionária contra o governo de Fulgêncio Batista.

image

Atrás do Palácio Presidencial, encontra-se o Pavilhão Memorial Granma, sobre o episódio de traslado de Fidel Castro e Che Guevara e outros revolucionários do México para Cuba em 1956.

7- Tomar um batido de helado

Quer desculpa melhor para ingerir 500 calorias de puro açúcar do que esse calor caribenho todo que faz em Havana? Pois então, o batido de helado é uma ótima opção para dar uma refrescada.

image

8- Comer arroz moro e chicharrita de plátano

O arroz moro (ou congri) é um tipo de arroz cozido juntamente com o feijão preto, que constitui uma das guarnições mais populares dos pratos cubanos e é simplesmente delicioso.

Processed with VSCOcam with c2 preset

Já as chicharritas de plátano são fatias finíssimas de banana frita com sal, que geralmente acompanham o arroz e feijão ou substituem as batatas fritas nos sanduíches. Esbalde-se!