cover habana
Comer bem

Comer bem em Havana

Se tem uma coisa que não falta em Havana é restaurante. Desde 2012, além dos estabelecimentos estatais, Cuba também conta com os restaurantes privados. São tantos estabelecimentos que o mais complicado é decidir onde comer.

Além das opções da culinária local – que, por sinal, é ótima – em Havana, é possível encontrar vários restaurantes com comida espanhola, italiana, russa e até japonesa.

Os preços também são variados – vão de mais de 30 CUCs nos restaurantes dos hotéis mais chiques a 2 CUCs em alguns restaurantes estatais.

O preço mais comum de um prato principal (ou de um combo prato principal + sobremesa + bebida) nos restaurantes voltados para turistas é 10 CUCs, ou seja, praticamente 10 euros. Acho que por isso ouvi muitos relatos das dificuldades de economizar com as refeições em uma viagem ao país.

No entanto, com um pouco de perspicácia, é possível comer bem e gastando pouco em restaurantes locais, muitas vezes pagando em pesos locais (CUPs). Por exemplo, uma refeição com arroz congri (uma mistura de arroz e feijão típica cubana), com uma fatia de carne de porco e vegetais custa cerca de oito reais em alguns restaurantes locais. O ideal é pedir algumas dicas dos restaurantes locais mais próximos para o seu anfitrião ou hotel.

Além disso, é possível encontrar opções “fast food” como cachorro quente e pizza de rua custando menos de dois reais.

Selecionei as opções que mais gostei em Havana para vocês:

O bom e barato – El Carmelo (Vedado, Calle 23, entre G y F)

É um restaurante estatal que fica em Vedado, a decoração é toda inspirada no cinema clássico. Eles oferecem algumas opções de menu do dia (prato principal + bebida + sobremesa) por menos de 5 CUCs. O prato principal é uma proteína (carne, porco, frango ou peixe), além de outras duas guarnições (em geral, um tipo de arroz, banana frita e salada). A bebida pode ser um refrigerante nacional ou até uma cerveja.

Processed with VSCOcam with c2 preset

Além do menu do dia, o restaurante é famoso pela paella e pelos coquetéis (destaque para a jarra de mojito e a piña colada gigante servida no próprio abacaxi 😎)

A melhor vista – Nazdarovie (Malecón, 25)

O Nazdarovie é um restaurante de comida russa – uma espécie de homenagem ao laço cultural entre o povo cubano e soviético – gerido por russos e seus filhos.

Processed with VSCOcam with c1 preset

O restaurante é cuidadosamente decorado com peças de propaganda soviética retrô, dá quase para fazer uma viagem no tempo. Até o garçom estava vestido à caráter com uma ushanka, aqueles gorros peludos russos em pleno calor cubano, que dó!

Processed with VSCOcam with c1 preset

O cardápio conta com as opções mais icônicas da gastronomia russa (como o strogonoff), mas também tem opções de outros países soviéticos e pratos cubanos.

Processed with VSCOcam with c2 preset

Nazdarovie é a expressão utilizada para brindar em russo, que significa “à sua saúde”, nada mais apropriado para o local que tem uma vista privilegiada para o Malecón e é perfeito para tomar uns bons drinks vendo o entardecer. Provei o mojito eslavo, feito com vodca em vez de rum.

image

Confesso que quis conhecer o restaurante muito mais pela minha nostalgia eslava do que pelo meu apreço à gastronomia russa, mas a experiência foi super positiva e a comida superou as minhas expectativas.

image

Pedi algumas entradinhas, o palmeni (uma espécie de ravióli russo) e umas linguiças típicas. Depois provei o shashlik, uma espécie de churrasquinho de origem geórgia, que também estava muito bom.

Processed with VSCOcam with c2 preset

Pratos principais por volta de 10 CUCs por pessoa.

O menu mais variado – La Cocina de Esteban (Vedado, Calle L y 21)

Achei o La Cocina enquanto estava procurando outro restaurante, mas a fome apertou e eu lembrava de ter lido sobre ele em algum lugar. O estabelecimento é bem simples, poucas mesas em um espaço aberto para o jardim da casa.

Processed with VSCOcam with c2 preset

À primeira vista fiquei impressionada com a variedade do menu, entradinhas, opções de frutos do mar, carne, porco, frango e vegetarianas.

Processed with VSCOcam with c1 preset

Pedi um peixe e uma porção de legumes para acompanhar e fiquei espantada com o tamanho das porções.

Processed with VSCOcam with c2 preset

Acabou sendo o restaurante favorito da viagem, voltei várias vezes no jantar e aprendi a não pedir muita coisa pra não morrer de comer. Minha única frustração foi não ter comido a torta tres leches de sobremesa, já que nunca sobrou espaço depois da fartura do jantar.

Pratos por volta de 10 CUCs por pessoa.

Uma ostentação – Bellaciao (Playa, calle 19 y 72)

O bairro de Playa abriga as embaixadas e fica na contramão das atrações turísticas de Havana, mas se estiver passando pelas redondezas, vale a pena provar esse restaurante italiano. O ambiente é bem simples e rústico, com mesas de madeira rodeadas pelo jardim. O menu é composto de massas, carnes e pizzas e tem boas opções de vinhos e coquetéis. Provei o tagliatelle com pesto e camarões e estava sensacional. O serviço é rápido é as porções são generosas.

Processed with VSCOcam with c2 preset

O preço é um pouco mais salgado, os pratos custam uma média de 15 CUCs por pessoa, mas comida vale a pena. Difícil mesmo é existir no calor cubano depois de comer uma massa dessas, né não?

Previous Post Next Post

You Might Also Like

2 Comments

  • Reply Nathália January 6, 2017 at 12:33 pm

    Não tinha me dado conta da ênfase que você dá as comidas no blog..ahhaha..comida pra todo lado.
    Mas as fotos estão ótimas, apesar de não comer carne, os pratos parecem gostosos (bem diferentes daqueles fotos bizarras de comidas em Madrid).

    • Reply Carla January 23, 2017 at 12:19 am

      Pois é, é um dos meus assuntos favoritos haha
      Acaba sendo legal lembrar depois os lugares que você foi

    Leave a Reply