Comer bem, Roteiros

Cartagena: o que fazer na cidade mais colorida da costa colombiana

Cartagena é seguramente um dos destinos mais desejados na Colômbia. E não é para menos, a cidade fortificada é deslumbrante com seus casarões coloridos, igrejas bem conservadas, restaurantes e lojas de artesanato. Tudo isso sem esquecer que muito próximo de lá é possível desfrutar de praias com azul caribenho.

Processed with VSCO with c1 preset

Mas, por outro lado, ao passar pela cidade, é impossível não reparar como esse cantinho tão bem conservado é, na verdade, apenas uma parte de uma cidade grande e muito desigual.

Definir em qual bairro se hospedar em Cartagena foi fácil, segui prontamente o conselho do Viagem na Viagem, que dizia ser essencial ficar na cidade fortificada. A oferta de estabelecimentos é bem ampla e os preços também são variados. A maioria dos hotéis são casarões coloniais reformados, com quartos com varandas para a rua ou janelas voltadas para o interior do casarão, alguns não tem elevador, então vale observar todos esses detalhes na hora de escolher.

Ficamos no Hotel Casa India Catalina e tivemos uma boa experiência. Era uma das opções mais em conta e, ao mesmo tempo, muito bem avaliada. É um hotel simples, bem localizado na cidade fortificada, mas fica em uma rua tranquila, sem muito barulho à noite. O quarto é básico, mas o ar condicionado era muito bom, o que é fundamental na cidade.

E, sim, hoje posso concordar que ficar na cidade fortificada é o ideal, pois praticamente tudo o que você vai ver em Cartagena está lá e pode ser acessado caminhando, ter que pegar taxi todos os dias torna tudo mais caro e mais demorado. A única exceção seria o bairro de Getsemani, que fica ao lado da cidade fortificada, tem restaurantes, opções noturnas e muitos hotéis e albergues mais em conta.

Processed with VSCOcam with c3 preset

Agora vamos a listinha do que  mais curtimos por lá:

Arquitetura

Lembro de tomar conhecimento da existência de Cartagena nos idos de 2012, quando começaram a pipocar pacotes turísticos para lá e, sem dúvida, o que chamou a minha atenção nas fotos foi a arquitetura da cidade, tão colorida e tão preservada.

Processed with VSCO with c3 preset

Para desfrutá-la, basta apenas andar loucamente pela cidade fortificada, cada esquina é um flash, impossível não voltar com milhares de fotos de fachadas e varandas.

Processed with VSCOcam with c1 preset

Tomar sorvete

Certamente é uma das coisas mais apropriadas a se fazer na cidade. Por sorte, a cidade é bem servida de bons sorvetes. Para sabores exóticos, vale a pena conhecer a Gelateria Paradiso, provei o sorvete de hibisco (flor de Jamaica) e de manjericão e estavam ótimos. Agora para tomar um gelato tradicional, a melhor pedida é a Gelateria Tramonti, que ainda por cima fica aberta até 1h, viabilizando aquele sorvete pré balada.

Processed with VSCO with c1 preset

Comer ceviche

Como não dá para viver só de sorvete, uma boa pedida na cidade é aproveitar a abundância de ceviche da cidade, uma opção fresquinha para dar conta do calor de Cartagena. É possível encontrar restaurante especializados no prato, como é o caso do La Cevicheria. Só não vale deixar de provar também outras delícias da culinária dessa região.

Processed with VSCO with c1 preset

Visitar o Museo Historico de Cartagena de Indias

Eu confesso, entrei no Museo Historico de Cartagena porque tinha ar condicionado e, graças a isso, fui parar em um ótimo lugar para entender um pouco da história de Cartagena e o seu importante papel na história da Colômbia.

Processed with VSCO with c1 preset

O Museu está localizado em frente à Plaza Bolívar, no que foi um dia o Palácio da Inquisição, construído no Século XVIII para o funcionamento do Tribunal do Santo Ofício da Inquisição e recentemente restaurada com a recuperação total de todos os seus valores originais.

O Palácio da Inquisição é considerado o mais importante exemplar da chamada Casa Colonial Cartagenera, na qual se mesclam influências milenares da arquitetura do sul da Espanha com a visão popular dos alarifes colombianos.

Sem dúvida, as salas de exposição mais impactantes são as que mostram o funcionamento do Tribunal do Santo Ofício em Cartagena e contam um pouco da história anônima daqueles tantos “outros” que foram perseguidos e torturados no século XVII por acusações de heresia, bruxaria, etc.

O ingresso custa 19 mil pesos, algo em torno de 19 reais

Conhecer a Igreja e Monastério de San Pedro Claver

A Igreja e o monastério foram construídos no começo do século XVII pelos jesuítas e, posteriormente, foi batizada em homenagem a San Pedro Claver, conhecido pela luta pelos oprimidos, em especial pela liberação dos escravos.

Processed with VSCO with c1 preset

Além de visitar a Igreja e o Monastério, é possível conferir a exposição que conta a história da vida e da obra de San Pedro Claver.

Processed with VSCO with c1 preset

O local abriga também exposições temporárias relacionadas ao tema de Direitos Humanos.

8FEF5E41-BFA4-4924-B4AE-DE1899CBCFAC

 Dançar Salsa (ou ver os outros dançarem)

O título de capital da salsa é de Cali, mas em Cartagena é possível encontrar vários locais dedicados a esse ritmo musical. Tivemos a ótima experiência de conhecer o Café Havana com o pessoal do Viver Uruguai.

11E5A621-B0F4-4AE6-BC70-CA85DFE070CF

A casa fica no bairro de Getsemani  e é bastante cheia vale a pena reservar e/ou chegar cedo se quiser uma mesa.

Pegar uma praia

Na cidade de Cartagena as praias não possuem aquele mar azul Caribe, como muitos imaginam. Mas é possível passar o dia em praias próximas da cidade, como é o caso da Playa Blanca. Várias agências oferecem esse passeio, que pode ser feito de barco ou de van. O itinerário dos pacotes é variado, no meu caso, optei por fechar um pacote terrestre direto para a Playa Blanca para poder aproveitar bem o dia por lá, mas existem passeios de barco que passam por outras praias e um aquário antes.

Processed with VSCO with c1 preset

Ao chegar lá, o guia da agência nos conduziu para uma barraca de praia onde seria servido o almoço. O local é usufruído tanto por turistas como locais. Havia lido relato de muitos ambulantes, mas não achei que prejudicou o passeio.

Fazer um tour de arte de rua em Getsemani

Getsemani é um bairro popular, localizado ao lado da cidade fortificada. Historicamente, foi o local onde moravam as classes populares no período de domínio espanhol, sendo palco de luta pela independência de Cartagena no final do período colonial. Na Plazuela de la Trinidad está localizado o monumento de três estátuas em memória a Pedro Romero, mulato cubano que liderou o movimento de artesãos que lutaram nas primeiras manifestações independentistas de Cartagena.

O desenvolvimento recente do bairro é polêmico, o crescimento turístico e comercial de Getsemani acaba por expulsar para as zonas periféricas os seus antigos moradores. É fácil notal que o bairro parece ser o local preferido dos mochileiros, já que o preço das acomodações é mais em conta do que na cidade fortificada.

Processed with VSCO with c1 preset

As ruas de Getsemani são cheias de graffitis e arte rua. Aos domingos é possível fazer um tour para conhecer melhor essas obras.

Processed with VSCO with c1 preset

Nós não fizemos o tour por falta de tempo, mas conseguimos dar uma volta no fim do dia para apreciar alguns dos murais.

Processed with VSCO with c1 preset

Essas são apenas algumas opções do que se ver e fazer Cartagena. Nessa curta visita não conseguimos visitar o Castillo de San Felipe e o Convento de La Popa, duas atrações muito importantes da cidade. Mas é sempre bom ter uma desculpa para voltar, não é?

Previous Post Next Post

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply